Workshop intitulado “ Communicating marine mammal science to the general public” ocupa a manhã de 7 de Abril, no Museu do Trabalho, em Setúbal.

Continue a leitura

Exibição de sete filmes e debate, dia 26 de Maio, no Pavilhão do Conhecimento em Lisboa. Evento integra o Congresso de Comunicação de Ciência Sci Com PT 2013.

Continue a leitura


A PLANTA DO FUTURO

 

O Dia Internacional do Fascínio das Plantas é promovido pela Organização Europeia para a Investigação em Plantas (EPSO) e é coordenado em Portugal pela Sociedade Portuguesa de Fisiologia Vegetal (SPBV) com o apoio do ITQB. Na segunda edição desta celebração, em 2013, envolveram-se mais de 600 instituições em 54 países de todo o mundo. Portugal voltou a destacar-se com as 60 instituições participantes que asseguraram dezenas de atividades de norte a sul do país.

No âmbito das celebrações, o Instituto de Tecnologia Biológica e Química (ITBQ), a Associação Viver a Ciência (VAC) e a SPBV promoveram um concurso de criatividade, sob o mote "A Planta do Futuro". O concurso deu espaço a várias formas de expressão, desde a escrita, aoo desenho e à fotografia, no desafio de imaginar uma planta fundamental para o futuro do planeta, seja por motivos ambientais, alimentares, ou outros. Poderia ser uma planta que já existe neste momento, uma nova planta que surgisse da adaptação às alterações na terra, água ou ar, ou uma planta que pudesse vir a ser desenhada por um processo tecnológico criado pelo Homem. O único limite era a imaginação.

Os melhores contos, fotografias e desenhos foram reunidos na exposição “A Planta do Futuro” que esteve patente de 18 a 28 de Maio, no Oeiras Parque, no âmbito das celebrações do Dia Internacional que incluiram também diversos ateliers de ciência desenvolvidos por investigadores do ITQB.

EXPOSIÇÕES
18 a 28 Maio (9-23h)


A Planta do Futuro

Os melhores trabalhos do concurso "A Planta do Futuro":
contos, desenhos e fotografias.--

Cientista - para mais tarde recordar

Experimentar vestir a pele de um cientista e tirar um retrato
para mostrar aos amigos.

Árvore de ideias
«se eu tivesse o poder de criar uma planta, fazia...»

Construir uma árvore com folhas de ideias para as plantas do futuro
------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------------

ATELIERS
18, 19, 25 e 26 Maio (10-18h)


Pequenos frutos, Grandes efeitos (M/6)

Os frutos são bons para a saúde e uma das razões é a presença de moléculas antioxidantes.
Aqui medimos a sua quantidade em frutos e gomas e descobrimos qual dos dois é mais saudável.

Pintar com Plantas (M/6)

Neste atelier extraímos corantes e pigmentos de plantas com técnicas muitos parecidas àquelas usadas pelos cientistas no laboratório.
Depois é só dar largas à imaginação e criar a obra de arte.

Ver para além dos olhos (M/6)

Aqui explora-se o mundo escondido das plantas e descobre-se como as flores, as folhas e as raízes podem ser muito diferentes do que pensávamos.

   

 

 

 

 

Candidaturas podem ser enviadas até 8 de Setembro. Trabalho vencedor recebe prémio de mil euros.

Continue a leitura

 
Prémio Simbiontes Neurodesenvovimento Infantil

 "Marcadores Fisiológicos do Processamento Sensorial do Recém-nascido"


O vídeo da autoria do investigador Luís Jorge da equipa de investigação da Escola de Psicologia da Universidade do Minho, foi o vencedor da segunda edição do Prémio Simbiontes para o melhor vídeo sobre investigação em Neurodesenvolvimento Infantil. O prémio monetário de mil euros, angariado no decorrer do projecto Simbiontes, destinou-se a apoiar a investigação do projecto em questão  intitulado “Marcadores Fisiológicos do Processamento Sensorial do Recém-nascido”, procura ajudar a encontrar respostas e soluções para problemas relacionados com o comportamento e desenvolvimento infantil, através da identificação de marcadores em recém-nascidos que possam estar relacionandos com padrões de desenvolvimento a um ano de idade. O projecto é liderado pelas investigadoras Adriana Sampaio (Investigadora Principal) e Sara Cruz, ambas do Centro de Investigação em Psicologia, da Escola de Psicologia da Universidade do Minho.

Sinopse

O presente filme foca-se na avaliação do Neurodesenvolvimento e Desenvolvimento Longitudinal de recém-nascidos no âmbito do projeto Marcadores Fisiológicos do Processamento Sensorial do Recém-nascido: procedimentos de recolha de dados realizados, que inclui dois momentos de avaliação. No primeiro, é realizada a avaliação neurocomportamental e psicofisiológica (através de potenciais evocados e da avaliação da atividade cardíaca, frequência respiratória e resposta galvânica) a recém-nascido com um mês de idade. Com esta avaliação pretendemos criar um perfil fisiológico e comportamental característico de bebés saudáveis. O segundo momento centra-se na avaliação do desenvolvimento das crianças avaliadas anteriormente, agora com um ano idade. O principal objetivo do estudo centra-se no relacionamento das características fisiológicas dos recém-nascidos, com padrões de desenvolvimento a um ano de idade, procurando estabelecer preditores fisiológicos associados a diferentes perfis do desenvolvimento.

Argumento, Montagem e Realização

Luís Filipe Moura Chaves e Jorge (Escola de Psicologia, Universidade do Minho)

Simbiontes Neuro - Vencedor

SABER MAIS

Artigo de revisão "Biological and physiological markers of tactile sensorial processing in healthy newborns" Góis-Eanes M, Gonçalves OF,  Caldeira-da-Silva P, Sampaio A, Infant Mental Health, 2012